fbpx

Blog

O risco de liquidez é o risco financeiro de que, por um determinado período de tempo, um determinado ativo financeiro , título ou commodity não possa ser negociado com rapidez suficiente no mercado sem impactar o preço de mercado. Ele surge de situações em que uma parte interessada em negociar um ativo não pode fazê-lo porque ninguém no mercado deseja negociar aquele ativo.

O que é liquidez

Liquidez é a capacidade de um ativo ser transformado em dinheiro. Quanto mais fácil e rápido for possível transformar um ativo em dinheiro, sem perda substancial do seu valor, maior a sua liquidez.

Em tese, qualquer ativo pode ser convertido em dinheiro rapidamente, desde que se baixe suficientemente seu preço.

Por isso, os investimentos com alta liquidez são aqueles que podem ser resgatados ou vendidos com facilidade, sem necessidade de baixar muito o preço ou sacrificar demais a rentabilidade.

exemplo: Ações de maneira geral e fundos de investimento com resgate diário. Já no caso das organizações, são os ativos circulantes (estoques; depósitos bancários e caixa; dívidas de terceiros de curto prazo; e acréscimos e diferimentos).

Já ativos com baixa liquidez, são aqueles em que há dificuldade de serem resgatados ou vendidos, implicando sacrifício de preços  e rentabilidade.

exemplo: imóveis de maneira geral e no caso de empresas, são os ativos permanentes (investimentos; imobilizado; intangível; e diferido).

Relação Liquidez, Risco e Retorno

Quanto maior a liquidez de determinado ativo, mais fácil será convertê-lo em dinheiro, portanto, menor será o seu risco, e por consequência, menor o retorno esperado.

Quanto menor a liquidez de determinado ativo, mais difícil será convertê-lo em dinheiro, portanto, maior será o seu risco, e por consequência, maior o retorno esperado.