|

CEA vs. ANCORD. Qual devo escolher?

Certificações financeiras são um aspecto importante para profissionais que desejam construir uma carreira sólida no setor financeiro. Duas das certificações mais reconhecidas no Brasil são a Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) e a Certificação de Agente Autônomo de Investimentos (AAI) da ANCORD. Vamos explorar as principais diferenças entre essas duas certificações:

1. Objetivo:

  • CEA: A Certificação CEA é voltada para profissionais que desejam atuar como consultores de investimentos, gerentes de contas, analistas de investimentos e outros cargos relacionados à área de investimentos. Ela fornece conhecimentos aprofundados sobre planejamento financeiro, produtos de investimento e estratégias de investimento. O seu detentor passa a ter o título de Especialista em investimentos.

  • AAI: A Certificação AAI é direcionada a agentes autônomos de investimentos, profissionais que atuam com assessoria de investimentos. Ela se concentra mais nas habilidades necessárias para entender as necessidades dos clientes e oferecer produtos de investimento adequados às suas metas financeiras. O assessor de investimentos possui basicamente 3 grandes funções: prospecção e captação de clientes; registro e recepção de ordens; prestação de informações sobre os produtos de investimentos oferecidos e serviços prestados.

2. Conteúdo do Exame:

  • CEA: O exame CEA abrange uma ampla variedade de tópicos, e sua prova é dividia em 7 módulos, sendo eles:

    1. MÓDULO 01 – Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado (5 a 15%)

    2. MÓDULO 02 – Princípios Básicos de Economia e Finanças (5 a 15%)

    3. MÓDULO 03 – Instrumentos de Renda Variável Renda Fixa e Derivativos (15 a 25%)

    4. MÓDULO 04 – Fundos de Investimento (10 a 20%)

    5. MÓDULO 05 – Produtos de Previdência Complementar (10 a 15%)

    6. MÓDULO 06 – Gestão de Carteiras e Riscos (10 a 20%)

    7. MÓDULO 07 – Planejamento de Investimento (15 a 25%)

  • AAI: O exame AAI se concentra mais em conhecimentos específicos para distribuição de produtos financeiros, como fundos de investimento, ações, títulos e previdência privada, além da própria função do AAI tendo peso de 15% na prova.

3. Público-Alvo:

  • CEA: Profissionais que desejam atuar em instituições financeiras, bancos, corretoras, gestoras de recursos e empresas de consultoria financeira.

  • AAI: Profissionais que desejam se tornar agentes autônomos de investimentos e trabalhar de forma independente ou vinculados a uma corretora autorizada.

4. Regulação:

  • CEA: A certificação CEA é emitida pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) e é reconhecida pelo mercado financeiro.

  • AAI: A certificação AAI é emitida pela ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias) e também é amplamente reconhecida no setor.

5. Requisitos e Renovação:

  • CEA: Para obter a certificação CEA, é necessário apenas passar no exame. A prova é formada por 70 questões de múltipla escolha. Não é necessário nível superior para realização dessa prova. Além disso, é necessário renovar a certificação periodicamente por meio de educação continuada.

  • AAI: Os requisitos para obter a certificação AAI também é a aprovação no exame. A prova é formada por 80 questões objetivas de múltipla escolha e conta com 2h30 minutos de duração. Também é necessário participar de um programa de educação continuada para manter a certificação ativa.

Em resumo, a Certificação CEA é mais adequada para profissionais que desejam atuar como consultores de investimentos, enquanto a Certificação AAI é voltada para aqueles que desejam se tornar agentes autônomos de investimentos. Ambas as certificações são respeitadas no setor financeiro e podem abrir portas para diversas oportunidades de carreira. A escolha entre elas dependerá dos seus objetivos e interesses profissionais específicos. 

Leia também

Posts Similares